"Não compreendo ainda quem sou, mais estou a procura de mim. Sou apenas um caminhante que perdeu o medo de se perder. Não posso mudar o que fui, mais posso construir o que serei." Augusto Cury
"O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser." Mário Quintana
"A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original." Albert Einstein

Entenda a se importar

~ quarta-feira, 10 de março de 2010


Pensamentos, são como um iô-iô, eles vão e vem. Não posso controlar algo que me controla antes mesmo de eu ter noção de quem eu era. Isso me faz ser quem eu sou, e de certa forma da valor a mim e as coisas que dou valor. Não manipulo mais. Não afeto e nem magou mais. Mudei tanto da minha essência que as vezes me perco tentando me remontar pra saber se, remotamente o que sou hoje é o que realmente estou querendo ser, e especificamente estou melhor. De meu modo, estou melhor.

Meus impulsos venceram, deram vazão a sentimentos e manifestações que a minha carne outrora achava aprazível. Quão insanos eram meus pensamentos. Doce sonhos que se manifestam quando estou apenas me levantando da cama. A mistura do ontem com o amanhã, me faz remoer o hoje.

A vida é cíclica, nunca se está por cima para todo o sempre. Uma hora somos o topo celestial da órbita das atenções, mas em algum momento vamos silenciarnos, para todo o sempre. Até lá, vamos viver a vida, sonhando, e desejando. Somos humanos, um tipo de seres vivos intelectuais e cheios de desejos que florescem com o dia e desvainecem com a noite. É como a garoa de verão, num país tropical.

Você se importa com o que consegue entender?

Talvez, de um certo modo, o mundo gire. E quem sabe, haverá uma forma de 'arrumar' os móveis e possamos posicioná-los de uma certa forma, que se organizem. Não há como julgar saber o dia de amanhã, o hoje nos consome em literal e grande ansiedade. Julgue-se a pior de todas as pessoas, e entenda e se importe para tentar remodelar aquilo que você chama, de razão.


Entenda que apenas fazer isso, não é se importar. Ver uma flor morrendo sabendo que o que lhe falta é água entender. Dar água a essa mesma flor, é entender e se importar.

3 Comentários:

Anônimo disse...

eu amei amei altus texto muito lindo vc tem futuro *-*

Úrsula Avner disse...

Oi Michel,

doces palavras poéticas... Agradeço o carinho de sua visita lá no Maria Clara e a gentileza de seu comentário. Volte sempre que desejar ! Um abraço e bom fds,

Úrsula Avner

lidi ;) disse...

Saudade de vir aqui e ler esses teus textos maravilhosos. A sutileza das tuas palavras e a conexão doce e firme são encantadoras.
Beijos

Postar um comentário

Prefira comentar usando seu nome. Para isso em COMENTAR COMO selecione NOME/URL e no campo NOME digite seu NOME ou APELIDO que preferir. O campo URL não é obrigatório.

Se você tem uma conta no Google (Gmail, Youtube, Orkut, Blogger) selecione CONTA DO GOOGLE faça LOGIN e comente usando seu perfil.

Comentários fora do contexto do texto, ou de chigamentos são deletados.

Todos os comentários são lidos!

Alguma obra foi posta aqui sem referência? Informe-nos, comentando aqui!

Use do bom português e de bom senso sempre.